quinta-feira, 30 de novembro de 2017

OS DIÁRIOS DE ÓCULOS: PER ASPERA

Resolvo olhar pros meus medos. Estou acuado. Eles riem, zombam, provocam. Eu não baixo a cabeça, continuo encarando, paralisado num misto de desafio e fascínio.

Sinto uma força mantendo meus pés onde estão, não vou recuar. Não quero recuar. Não posso recuar. Devo seguir. Sempre para frente, nunca para trás.

Estou atraído pela necessidade de provar minha coragem. Não de cessar o medo, mas diante do temor, continuar o caminho.

Forjar meu espírito neste tipo de bravura. Temperá-lo através de uma sabedoria indômita, não conveniente.

Que não retrocede nas dificuldades, que carrega tanto esperança, fantasia e teimosia, no rumo de tudo aquilo que acredita valer a pena acreditar.

GWT

>>>