quarta-feira, 16 de julho de 2008

cartas para yaya: palavras endereçadas...

para Y

entao dirijo estas palavras para ti...

pois para ti que dedico a maioria dos meus pensamentos diarios. pois infelizmente, a babilonia ainda consegue me tomar parte deles, ainda que uma parcela ridiculamente irrelevante. tambem faço planos, mas estes, inevitavelmente me levam de volta a ti.

eu queria que fosse facil escrever tao naturalmente quanto sentir. mas nao eh. entao acabo por escrever, em palavras tortas, os mais certos sentimentos.

poderia falar da minha nova lista secreta de coisas que gosto em voce. de como vou guarda-la, para te surpreender no momento em que mais voce precisar.

poderia falar de como teu sorriso ilumina tudo em volta, e a mim... e de repente, eu penso que ha muitas pessoas apaixonadas na dinamarca. chego a conclusao de que ver o sol em plena meia noite faz muito sentido.

eu penso que ha muitos motivos para evoluir. e fazer tudo para te merecer. cada sorriso incandecente. cada toque cheio de ideias. cada momento fugidio. cada instante onirico. cada planejamento solido.

poderia falar de como estou determinado a alcançar o que uma vez senti. uma perfeiçao dentro do coraçao, que ultrapassa o espirito, rompe paradigmas e deseja conquista! falar do meu desejo e conforto de amar.

mas desta coisas nao escreverei... nao agora.

por hora, esteja ciente em toda a verdade contida numa frase tao simploria - embora contenha tanta verdade e tanto poder para os que sabem le-las - que a maioria das pessoas a subestima, ou nao reconhecem o valor precioso das emoçoes que provoca naqueles que a falam... e naqueles que a ouvem.

eu te amo.

sobre todo o resto, serao palavras escritas, faladas ou sentidas em outros instantes. (que horas sao? hehehe)

-M